M.N.E.  -  SECRETARIA DE ESTADO DAS COMUNIDADES PORTUGUESAS

Mapa do Site | Contactos | Sugestões  

Portal das Comunidades Portuguesas

 
 

Reino da ARÁBIA SAUDITA


 

 

Última atualização: 2014-04-23
 
 
Nota importante
 
As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizadas pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes
 
 
Informação Geral
 
Clima
 
Clima muito quente durante o Verão, podendo as temperaturas chegar com frequência a 45º C nos meses de Maio a Setembro. Os Invernos são amenos, podendo ser frios nas áreas montanhosas.
 
Línguas
 
A língua oficial é o árabe, sendo o inglês também usado pelas comunidades de expatriados.
 
Moeda local / sistema bancário
 
A moeda local é o rial saudita (SR), que existe em notas de 1, 5, 10, 20, 50, 100 e 500 SR. Cada rial é divisível em 100 halalas.
 
Existem máquinas do tipo multibanco, onde os cartões bancários nacionais podem ser usados sem problema. Contudo, o visitante deverá assegurar-se junto da respetiva entidade bancária se o cartão de débito que usa pode ser utilizado na Arábia Saudita. O uso de cartões de crédito é generalizado.
 
 
Regime de entrada e estada
 
Regime de Vistos
 
É necessário possuir visto, que pode ser obtido nas representações consulares sauditas no exterior.
 
É da maior conveniência que o viajante verifique cuidadosamente o período de validade do visto que dispõe. A punição por exceder o período de estadia na Arábia Saudita representa uma multa pecuniária no valor de 10 mil riais sauditas, que corresponde a pouco mais de dois mil euros.
 
A Arábia Saudita concede vistos sobretudo a peregrinos muçulmanos por ocasião das peregrinações a Meca e Medina e a empresários. Estes últimos têm de apresentar carta convite de um parceiro comercial no país. Aconselha-se que os pedidos de visto sejam solicitados com a maior antecedência possível dado que, frequentemente, o processo é moroso.
 
A política restritiva de concessão de vistos reflete-se ainda na recusa de emissão de vistos em passaportes onde apareça um carimbo do Estado de Israel.
 
 
Condições de segurança
 
A Arábia Saudita é um país seguro para se viajar, sendo os níveis de delinquência muito baixos.
 
Contudo, em virtude da instabilidade que assola alguns países vizinhos, recomenda-se que os visitantes não se desloquem às zonas fronteiriças com o Iémen (sul do país), dada a ausência de demarcação rigorosa e clara da fronteira internacional, o tráfico contrabandista e a presença rebeldes afetos à rebelião “zahidi”. A norte, junto à fronteira com o Iraque, a longa fronteira é porosa, havendo o risco de a cruzar inadvertidamente, o que poderá acarretar a detenção pela polícia.
 
No caso de as deslocações às áreas mencionadas não poderem ser evitadas, os visitantes deverão informar as autoridades policiais locais da sua presença, de modo a que se possam tomar medidas de proteção. Nessas áreas existem frequentes controlos policiais.
 
Números de telefone de Emergência
 
- Polícia: 999;
- Ambulâncias: 997;
- Proteção Civil: 998;
- Polícia de trânsito: 993.
 
 
Transportes
 
Transporte aéreo
 
O aeroporto internacional de Riade e o aeroporto internacional de Jeddah são os principais pontos de entrada no país, sendo servidos pelas grandes companhias de aviação internacionais.
 
Transporte rodoviário
 
A rede rodoviária apresenta-se em bom estado de manutenção e liga o vasto território do país satisfatoriamente.
 
Existem companhias de autocarros que asseguram serviço interurbano. Contudo, são praticamente inexistentes as redes de transportes públicos nas grandes urbes, devendo ser privilegiado o recurso a táxis, cujo custo é relativamente baixo
 
Segurança rodoviária
 
Os hábitos perigosos de condução neste país aconselham a maior prudência, sendo frequentes as manobras muito graves que põem em risco a segurança dos utilizadores das vias.
 
Limites de velocidade
 
- 120 km/h nas autoestradas;
- 80 km/h nos centros urbanos.
 
Transporte ferroviário
 
Existe uma única linha entre a capital Riade a cidade de Dammam no oriente do país, cujo estado conservação inspira os maiores cuidados.
 
Transporte marítimo
 
Os principais portos do país são Jeddah e Dammam, que têm ligações com os países da região.
 
A viagem de barco no Golfo Pérsico deverá ter em conta a incerta linha da fronteira marítima entre as águas territoriais da Arábia Saudita e o Irão, sendo frequente o arresto de barcos na zona.
 
 
Alojamento
 
No país existe uma excelente capacidade hoteleira, estando presentes os principais grupos mundiais. Enquanto nas grandes cidades o alojamento disponível oferece muita escolha, o mesmo não acontece a norte, nas zonas desérticas e montanhosas, e no sul, especialmente em Rub al Khail.
 
 
Cuidados de saúde
 
Uma nova estirpe de vírus denominada MERS (Middle East Respiratory Disease), também referido como coronavírus, tem afetado a Arábia Saudita e outros países do Médio Oriente. Estatísticas mais recentes do Ministério da Saúde revelam que, desde Setembro de 2012, a doença já provocou a morte de dezenas de pessoas, o número mais alto dentre os países afetados.
 
Os sintomas de enfermidade são idênticos aos de uma gripe normal, tendo a Organização Mundial de Saúde (OMS) revelado a forte possibilidade de o vírus ter sido gerado por dromedários. A maioria dos casos ocorreu em idosos que já apresentavam previamente um estado de saúde debilitado.
 
A OMS não vê motivos para recomendar restrições de viagens ao país, aconselhando contudo os viajantes que apresentem dificuldades respiratórias e fazer um teste de despistagem do MERS / coronavírus.
 
Os viajantes podem obter informações atualizadas consultando o portal do Ministério da Saúde da Arábia Saudita em:
 
Os viajantes deverão possuir um seguro de saúde que cubra despesas hospitalares e eventuais custos de repatriação.
 
Contactos dos principais Hospitais e Clínicas
 
- “King Faisal Specialist Hospital” - PO Box 3354, Riade – Tel. (0096611) 4627272 – Fax. (0096611) 4414839 - Correio electrónico:
- Hospital público – Tel. (0099611) 4355555.
 
Existem farmácias privadas e associadas a hospitais que estão abertas 24 horas em toda a cidade.
 
 
Telecomunicações
 
A rede de comunicações é boa, existindo cobertura satisfatória da rede telemóvel no país. A companhia estatal STC e a privada Mobily são os principais operadores neste mercado, tendo o visitante de assegurar que a rede que usa em Portugal é compatível com a dos operadores locais.
 
 
Informações úteis
 
Embaixada de Portugal na Arábia Saudita:
- Endereço: Pension Public Agency Complex, Office C-14 (ground floor), Al Fazari Square, Diplomatic Quarter, PO BOX 94328, Riade 11693;
- Tel. 00966114826964;
- Fax. 00966114826981;
- Correio eletrónico: riade@mne.pt.
 
Endereços das representações consulares portuguesas (postos e secções consulares) no estrangeiro: http://www.secomunidades.pt/
 
Embaixada da Arábia Saudita em Portugal:
- Endereço: Avenida do Restelo, 42, 1400-315 Lisboa;
- Tel. 213041750 / 51 / 52 / 53;
- Correio eletrónico: ptemb@mofa.gov.sa.
 
Endereços das representações estrangeiras (diplomáticas e consulares) em Portugal: http://www.min-nestrangeiros.pt/mne/missoes/
 
Outras informações
 
A Arábia Saudita é o berço do Islão, ocupando um lugar simbólico e especial para todos os crentes dado que foi neste país que o Profeta Maomé recebeu a mensagem de Alá. É também neste país que se situam dois dos três lugares santos do Islão: as cidades de Meca e Medina, sendo o soberano saudita proclamado como o guardião das duas mesquitas.
 
No país vigora o código da lei islâmica que regula todos os aspectos da vida social, económica e religiosa, ao qual os membros da comunidade islâmica aderem estritamente.
 
Todos os visitantes devem respeitar escrupulosamente os costumes e usos locais, designadamente a obrigatoriedade para as senhoras de usar em público uma túnica preta, de nome “abbaya” (que cobre o corpo desde o pescoço aos pés). Embora não seja obrigatório, as senhoras deverão ter consigo um lenço ou véu que possa ser utilizado para cobrir a cabeça. A polícia religiosa, localmente conhecida como “Mutawwa” pode exigir que cubram o cabelo, especialmente durante o período do Ramadão.
 
Para os homens convém igualmente vestir sobriamente, evitando as camisas e calções curtos, sob pena de lhes ser interdita a visita a lugares públicos, como cafés, centros comerciais, entre outros.
 
Durante o Ramadão (mês santo religião islâmica), os visitantes devem abster-se de fumar, beber e comer em público, de forma a respeitar o jejum que os crentes da religião islâmica praticam.
 
Existe, por outro lado, segregação do género em lugares públicos, havendo em muitos estabelecimentos comerciais, cafés e restaurantes zonas para homens e outra para famílias, incluindo-se nesta categoria as mulheres não acompanhadas. Todos os estabelecimentos comerciais encerram durante o período das orações, que são 5 por dia, recomendando-se que horários das mesmas sejam consultados nos jornais de modo a evitar atrasos e melhor programar as visitas aos comércios.
 
Chama-se ainda a atenção para o facto de não ser permitida a entrada de álcool, carne de porco, e revistas pornográficas no país, sendo estes artigos de imediato apreendidos e proprietários detidos pela Polícia.
 
As leis sauditas punem severamente a posse, consumo e tráfico de droga, sendo aplicada aos infractores a pena capital.
 
 
 

|   Accessibilidade   |   Avisos Legais   |   DGACCP 2007 @ Todos os direitos reservados. |   Projecto co-financiado por:   POS-C(Programa Operacional Sociedade do Conhecimento)     União Europeia FEDER/FDE